Queridos amigos e amigas,
Repasso as importantes informações que dizem respeito à nossa história de resgate da democraciae contém destaques acerca da ação de igrejas cristãs diretamente comprometidas com a oposição à ditadura milatar e seus atos contra os direitos humanos.
Para quem se interessar, procure ler o livro Inquisição sem Fogueiras“. Obra indispensável para se conhecer os fatos relacionados à igreja e o poder do aparato totalitário imposto à sociedade pelos militares.
Abraços, Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo. - Pedro Lísias

Prezadas irmãs e irmãos de caminhada ecumênica,
Durante o período da ditadura militar (1964-1979), oficiais do exército brasileiro mantiveram arquivos detalhados sobre aquelas pessoas que torturaram, quem praticou tais atos e mesmo que métodos foram utilizados para a tortura. Eles nunca imaginaram um dia que tudo pudesse vir à tona.

Porém, graças a um projeto realizado (com persistente ajuda ecumênica) por uma equipe coordenada pelo Rev. Jaime Wright, sob os auspícios e a proteção do cardeal Paulo Evaristo Arns, da arquidiocese católica-romana de São Paulo, o Conselho Mundial de Igrejas, acompanhou a apoiou financeiramente esta iniciativa.

Hoje, o governo recém-eleito do Brasil, chefiado por seu 36º presidente e primeira mulher no cargo, Dilma Rousseff, está tomando medidas firmes para incentivar e permitir a digitalização de todo o acervo de dados contidos nos arquivos do BNM, através do Gabinete do Procurador Federal. Seu objetivo é fazer com que esta coleção principal, ao lado de outras fontes dentro do país, torne-se amplamente acessível ao público, com vista a reforçar a memória coletiva da nação acerca dos eventos que ocorreram durante esse período triste da história recente do país.

Os arquivos do Conselho Mundial de Igrejas, em Genebra, guardam os orginais de milhares de páginas de documentos extremamente relevantes para esta investigação e processo de recuperação da memória da história do Brasil.

No próximo Dia 14 de junho, o secretário-geral e o moderador do Comitê Central do CMI entregaram um lote completo de cópias destes documentos às autoridades brasileiras durante um evento público a ser realizado no auditório da Procuradoria Regional da República da 3ª Região, em São Paulo/SP. A programação completa está disponível no link abaixo:

http://www.prr3.mpf.gov.br/noticias/convite_repatriacao-acervo/

http://www.prr3.mpf.gov.br/noticias/convite_repatriacao-acervo/

O Conselho Mundial de Igrejas vem, através desta, convidar as lideranças de suas igrejas-membro, conselhos e parceiros no Brasil a prestigiar este evento, reforçando a presença ecumênica nesta data e externando o comprometimento mútuo que tem marcado nossa caminhada no país e ao redor do mundo.

Saudações fraternais,
Em Cristo,
P. Dr. Walter Altmann
Moderador do Comitê Central do CMI
150 route de Ferney, PO Box 2100
CH-1211
Ginebra 2, Suiza
Tel: +41 22 791 6111
Fax: +41 22 791 0361
Email:Esta dirección de correo electrónico está siendo protegida contra los robots de spam. Necesita tener JavaScript habilitado para poder verlo.